Pós-Graduação em Neurologia

publicado em 25/05/13

O Programa de Pós-Graduação em Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo iniciou-se em 1973 e até 2005 haviam se titulado 85 mestres e 102 doutores. O objetivo principal do programa é o de formar pesquisadores em neurociências aplicadas, capacitados a utilizar metodologia científica na geração de conhecimentos, particularmente sobre temas e peculiaridades próprias de nossa população, sem deixar de contribuir para a ampliação dos conhecimentos de interesse universal. Os temas de nossas pesquisas enfatizam estudos epidemiológicos populacionais, investigações sobre novos métodos diagnósticos, estudos observacionais para caracterização clínica, neuropatológica e de biologia molecular de doenças neurológica, pesquisas neurocirúrgicas sobre novas vias de acesso que decorrem do aprofundamento do conhecimento sobre neuranatomia topográfica e ensaios clínicos. A abertura do nosso curso para profissionais não-médicos, que teve início em 2002, tem ampliado a multidisciplinaridade essencial para a pesquisa em neurociências aplicadas.

Níveis

O Programa de Pós-Graduação em Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo compreende dois níveis de formação que levam aos graus de Mestre e de Doutor. O nível de Mestrado (somente para não médicos) é indicado para aqueles que ainda não têm experiência em pesquisa científica. Durante o Mestrado, o aluno deverá ampliar seus conhecimentos em disciplinas e estágios especialmente relacionados à sua linha de pesquisa, aprimorar sua capacidade didática, apresentar e publicar trabalhos científicos e redigir a Dissertação de Mestrado. Esta será baseada em revisão crítica da literatura e em dados obtidos com metodologia científica adequada, devendo ficar patentes as capacidades de análise e de crítica da literatura e o domínio da técnica de redação científica. É recomendável que o tema da Dissertação seja aquele da futura Tese de Doutorado. O nível de Doutorado (para Médicos e para não médicos com Mestrado) é indicado para aqueles cujo projeto de investigação esteja bem definido ou em andamento e que já tenha experiência em pesquisa científica. As atividades a serem cumpridas são semelhantes às do Mestrado mas ao fim deve ser apresentada a Tese de Doutorado. Esta consistirá de investigação de caráter original, cujos resultados e conclusões ampliem o conhecimento sobre o tema e na qual o aluno comprove seu domínio sobre a metodologia científica.